Buscar
  • Be Bold

Cabeamento estruturado: diversos cabos e uma única solução

Você sabe o que é um cabeamento estruturado?


O cabeamento estruturado nada mais é do que a disposição organizada dos conectores e meios de transmissão de redes de dados e voz, internet, redes internas e de telefonia. Entretanto, você sabia que a sua instalação depende de normas e procedimentos padronizados para garantir mais qualidade e segurança?


Para isso, são consideradas as normas de segurança publicadas pela ANSI/TIA, como a 568 e a 569, e pela ISO, como a 11801. Isto porque, ao se fazer um projeto, é fundamental verificar se há uma norma nacional vigente sobre a instalação que será feita. Não havendo uma norma específica, a preferência será o conjunto de normas publicadas pela ISO.

Entretanto, no quesito de cabeamento estruturado, existem duas normas nacionais que devem ser preferencialmente utilizadas. São as normas que especificam sistemas para edifícios comerciais e para data centers (ABNT NBR 14565) e sistemas para residências (ABNT NBR 16264).


Sobre as normas do cabeamento estruturado

A norma brasileira ABNT NBR 14565 tem como finalidade “especificar um sistema de cabeamento estruturado para uso nas dependências de um único edifício ou um conjunto de edifícios comerciais em um campus, bem como para a infraestrutura de cabeamento estruturado de data center''. Ela cobre os cabeamentos metálico e óptico.

Além do mais, grande parte da norma NBR 14565 se baseia nas normas internacionais ISO/IEC 11801 e ISO/IEC 24764. A primeira trata de cabeamento estruturado para edifícios comerciais e a segunda, sobre cabeamento estruturado para data centers.


Curiosidades sobre as normas

ANSI - regulamenta uma ampla gama de dispositivos que podem ser instalados em uma rede de computadores. Os grandes edifícios só podem receber autorização de uso de redes caso suas instalações sigam essa norma.

TIA - se aplica às instalações que estão relacionadas a um Data Center, atuando, principalmente, na sua disponibilidade e toda a redundância necessária para essa infraestrutura funcionar. Essa norma trabalha com 4 tiers diferentes e que são independentes entre si.

EIA - equivale a uma das normas brasileiras existentes, a NBR 14.565. O padrão categoriza os cabeamentos conforme algumas diferenças que eles podem assumir, tal como:

  • largura de banda;

  • atenuação;

  • comprimento;

  • desempenho.

ISO - garante a padronização de cabos e atua com conectores e procedimentos da rede como um todo. A norma ganhou força na década de 90 com a chegada do cabo de par trançado ao mercado de telecomunicações.

ABNT - atua regulamentando o cabeamento em projetos residenciais, estipulando procedimentos da instalação de redes domésticas. Essa norma serviu de referência por muito tempo e praticamente foi a primeira norma brasileira criada.

IEEE - define o padrão para o funcionamento de redes sem fio, sendo base para a existência do Wi-Fi — ou seja, praticamente todos os dispositivos de redes sem fios possuem serviços e funções definidos por essa norma.


Para saber mais sobre cabeamento estruturado, entre em contato com a nossa equipe e solicite um orçamento para a sua empresa.

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Ideal Network | Tel: 19 2101-7700 | vendas@idealnetwork.com.br